Portal memória | Gabinetona

CPI do rompimento da barragem de Brumadinho (CDDF) :: Áurea Carolina

Câmara dos Deputados

A deputada Áurea Carolina foi a terceira vice-presidenta da comissão destinada a investigar as causas do rompimento da barragem da Mina Córrego do Feijão, operada pela Vale em Brumadinho (MG), em janeiro de 2019. A comissão apurou responsabilidades e avaliou formas de reduzir riscos de novos acidentes.

No relatório final, 14 pessoas foram indiciadas por crime de homicídio com dolo eventual (quando o agente assume o risco de cometê-lo), incluindo o ex-presidente da Vale, Fabio Schvartsman. O texto indicia ainda a própria Vale e a Tüv Süd, empresa alemã responsável pelo laudo de segurança da barragem, por crime de homicídio culposo. Leia na íntegra o relatório aprovado na comissão.